Formação

    Há aproximadamente 1,2 bilhão de anos foram formadas as rochas que se encontram no subsolo de Pratápolis, bem como ao longo da represa de Furnas, em parte do Triângulo Mineiro e no sul de Goiás. Estas rochas, que os geólogos denominaram Grupo Araxá, originaram-se na época em que o Mar de Goianides cobria uma longa faixa de terra que se estendia em direção noroeste desde a nossa região até o sul de Goiás. Nas partes mais fundas deste mar foram depositados sedimentos que posteriormente formariam os quartzitos, mica-xistos e lentes de calcário metamorfisado que ocorrem em nossa região.

    Há 600 milhões de anos, quando os continentes não eram como nós os conhecemos hoje, houve um choque entre dois deles: o bloco Paraná/Rio de La Plata moveu-se em direção ao bloco São Francisco, as forças de compressão promoveram modificações drásticas nas rochas que haviam se formado no fundo do Mar de Goianides, assim como nas suas regiões litorâneas. O grande calor e pressão, envolvidos neste processo, alteraram as propriedades físicas e químicas destas rochas numa transformação conhecida como metamorfismo. Adicionalmente, em consequência da colisão entre aqueles dois continentes, as rochas de suas margens foram soerguidas, formando o relevo hoje conhecido como Serra da Canastra e seus arredores, em cuja borda sudoeste se encontra o município de Pratápolis. Nossa região, que era topograficamente baixa, (uma bacia oceânica) transformou-se em uma área de montanhas e assim permanece até hoje.

         Pratápolis situa-se na vertente sudoeste da Serra da Canastra, no extremo oeste do sul do estado de Minas Gerais e na bacia do Rio Grande, na microrregião de Passos, é cortado pelo Ribeirão Prata e pelo Rio Palmeiras, que banham a cidade, apresentando um território montanhoso.

         Como vizinhos limítrofes estão os municípios de Cássia, Fortaleza de Minas, São Sebastião do Paraíso, Itaú de Minas e Capetinga.

         A flora é de matas, cerrados e capoeira, com muitas áreas reflorestadas de eucaliptos, guardando ainda pouquíssimos exemplares de madeiras nobres. A fauna é a de raposas (raras), lobos, veados, tatus, e grande variedade de aves e pássaros.

         O município está situado a 9km da rodovia MG 050. O acesso é por asfalto, tanto para quem vem de São Sebastião do Paraíso ou de Itaú de Minas. E se situa a 5km da rodovia que liga Cássia a Itaú de Minas, com acesso também por asfalto de ambas as cidades.

            Está distante 358km de Belo Horizonte, 420km de São Paulo, 150km de Ribeirão Preto, 80km de Franca, 33km de Passos, 28km de São Sebastião do Paraíso, 12 km de Itaú de Minas e 33 Km de Cássia. A cidade tem linhas rodoviárias diárias para São Paulo e Campinas (Expresso União), Belo Horizonte (Gardênia), Ribeirão Preto, Passos, Paraíso, Itaú, Cássia e Franca.

 

Fonte: 1º site de Pratápolis - Cambão

 

Dados Gerais

 

 

Aniversário 14 de setembro
Fundação 31 de dezembro de 1943
Gentílico pratapolense
Lema  
Prefeito(a) Everilson Cleber Leite (PL)
(20092012)

20° 44' 42" S 46° 51' 39" O20° 44' 42" S 46° 51' 39" O
Unidade federativa Minas Gerais
Mesorregião Sul/Sudoeste de Minas IBGE/2008
Microrregião Passos IBGE/2008
Região metropolitana  
Municípios limítrofes Não disponível
Distância até a capital 389 km
Características geográficas
Área 214,345 km²
População 8.800 hab. est. IBGE/2009
Densidade 42,4 hab./km²
Altitude m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC-3
Indicadores
IDH 0,773 médio PNUD/2000
PIB R$ 54.761 mil IBGE/2005
PIB per capita R$ 6.014,00 IBGE/2005

Pesquisar no site

Caros visitantes do www.pratapolis.com, acontecera dia 30/05/2010, o quarto encontro de companhia de Santos Reis, na cidade de Pratápolis, tendo seu inicio a partir das 10:00 horas da manhã com a missa sertaneja, logo em seguida a apresentação das companhias, sendo a abertura feita pela anfitriã companhia Os filhos de Santos Reis.

E como foi nos anos anteriores foi um sucesso, e este ano não será diferente, os organizadores, ou seja, a diretoria da associação folclórica Os filhos de Santos Reis, já sabem que podem contar com o apoio maciço da comunidade urbana e rural, que tem contribuído grandiosamente para o sucesso da festa de Reis.

O encontro acontece na barraca da festa que fica situada ao lado da estação rodoviária e é um local que oferece uma estrutura ampla e aconchegante.

Divulgue você também, estes encontros proporcionam a oportunidade da difusão cultural e intercambio com outros municípios e outros estados, e como lema de nossa cidade é: “A cultura é à força de um povo”.

Vamos fortaleceremos ainda mais os nossos aspectos culturais.

Fomentar a cultura as tradições a religiosidade e os bons costumes é a melhor maneira de oferecermos oportunidades aos nossos filhos, para que eles tenham um bom coração e sejam amáveis com todos, independente de etnia, religião e outros predicados.

Se quiserem obter maiores informações de como participar do encontro, ligue: (35) 3533-1921 e fale com Vitor Ulisses Leandro e com certeza você será muito bem vindo.

 

Até a próxima semana!

 

Joel de Abreu

 

© 2010 Todos os direitos reservados. No ar desde 01/01/2010

Desenvolvido por Webnode