Sô Leriano

27/10/2011 14:10

Sô Leriano

 

Sô Leriano, preto véio abençoado

Congadeiro de nome afamado

Com muitio amor e firmeza

O terno dos Marinheiros ele comandava

Com seus companheiros, o congo ele cantava

Assim o seu terno a todos encantava

 

Suas rainhas eles buscavam

E um verso para todas eles cantavam

Com suas roupas de gala

Seu bastão na mão direita

O seu terno dos marinheiros

Assim ele comandava

E não havia congadeiro

Que ele não respeitava

Assim por mais de oitenta anos

O congo para nós ele cantava

 

Um dia velho, já cansado

Resolveu que do congo aposentava

Mas sempre quando o natal ia vespando

Só se via na rua o povo perguntando

Será que o Sô Leriano não mais voltava ?

 

A resposta veio um dia de surpresa

E o povo já percebia com  tristeza

Que o glorioso terno dos Marinheiros

Sô Leriano  já não mais comandava

Quando alguém passou anunciando

Que o velho Capitão Sô Leriano

Só pra Deus o congo ele cantava

Os congadeiros todos choravam

A morte do velho capitão congadeiro

Que com muita saudade e tristeza

Todos os congos o homenageavam

 

 

René Aparecido Belluomini

Pratápolis-MG, 13 de março de 20011    

© 2010 Todos os direitos reservados. No ar desde 01/01/2010

Desenvolvido por Webnode